segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Do que eu não consigo me desapegar? Da minha coleção de bonecos articulados!

Sim. Como boa mortal que sou, não consigo abrir mão da minha coleção de bonecos articulados.

Ela não é tão grande assim, mas a cada real que eu economizo já penso na minha lista de bonecos e como poderei comprar mais algum com o dinheiro poupado.

Sou nerd. Coleciono bonecos do filme Stars (maior parte da linha Black Series, de 6 e 3,75 polegadas). A foto está desatualizada, mas dá para ter uma ideia.


Também tenho bonecos articulados de alguns animes/mangás que gosto e de alguns filmes/séries que amo. Ainda estou esperando chegar alguns dos que encomendei, mas vou colocar fotos do Google. Tenho os bonecos do filme Esquecerem de Mim e da série Stranger Things (só a Eleven por enquanto), por exemplo.



E é isso. Desses objetos eu não consigo me desapegar... Amo demais e coleciono há anos. E o mais importante, não me sinto culpada por isso!

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

"Desentulhando" a casa, o armário e a cabeça!

Nos livrarmos de objetos é relativamente fácil quando comparamos isso ao desentulhamento da nossa cabeça...

Ideias, pensamentos e costumes não são fáceis de se modificar, mas às vezes é preciso. Eu sofro de ansiedade, daquela de fazer coração palpitar, mãos ficarem suadas e frias, um horror. Já fui internada com sintomas de infarto numa crise de ansiedade. Acreditem, não é frescura!

Como tenho pressão alta e tomo medicamento, o cardiologista aconselhou a não tratar a ansiedade com remédios, porque eles interagem com a medicação da pressão. O que eu fiz? Nada ainda.  Tento me acalmar quando sinto que estou perdendo o controle, mas sei que preciso de ajuda. Minha meta para este ano é encontrar um psicólogo/psiquiatra para tratar meu problema. Já estou procurando.

Mas é engraçado como uma coisa acaba puxando outra e até nisso meu novo modo de ver o "ter" está ajudando. Desde que decidi não acumular coisas, nem me preocupar demasiadamente com o que eu não posso resolver, parece que as crises não aconteceram mais... A mente humana é sensacional!